20090613

041R8 - Trip sem tripas

Seguindo a tradição da minha mãe de fazer excursões turísticas cá dentro (quantos Palácios de Queluz e da Pena vi... bastava que aparecesse alguém de fora a visitar-nos e zás certo e seguro que havia passeio turístico) resolvi andar de bus turístico na cidade do Porto. Fiquei com várias impressões mas duas deram-me que pensar e, vá, escrever estas linhas:
1 - A cidade do Porto tem um património arquitectónico com uma enorme densidade, rico, lindo, são tantas as peças interessantes, umas em cima das outras literalmente, que não se consegue ver tudo, em avançado estado de degradação, abandono, devassa, droga, porcaria que, na minha opinião são o espelho da mentalidade do norte, que me desculpem, prefiro a mente branca e pobre do Alentejo que acarinha e maximiza cada pedra cada pedaço de qualquer coisa que tenha mais de poucos anos de existência :-DDD ou seja, as gentes do norte cospem na cultura só se interessam pelas notas que metem debaixo do colchão em vez as gastarem na conservação do património que podia ser um prazer para os olhos de todos! Sim, a casa é minha por isso se quiser deixo esta merda ir abaixo porque depois vendo e faço mais dinheiro;
2 - Se eu fosse inglesa, francesa, alemã, belga sei lá mais o quê, sentir-me-ía em casa no Porto, é que quase todo o património arquitectónico da cidade do Porto foi projectado por não-portugueses! Ahh pois! Das duas uma, ou Portugal demorou a ter escolas de formação de engenheiros e arquitectos (perdão primeiro arquitectos depois engenheiros, se faz favor!), já para não falar dos decisores de planeamento urbanístico que também eram estrangeiros, ou as escolas eram em Lisboa e eles demoravam pra caraças a chegar ao Porto para trabalhar ou então os senhores arquitectos e engenheiros do Porto não eram mais do que funcionários públicos de carimbo na mão e mangas de alpaca com fortes ambições políticas e sociais e nenhuma vontade de trabalhar e pôr as polainas na obra! Os nossos complexos que os arquitectos e engenheiros estrangeiros é que são bons são bem antigos e bem exagerados, bolas!!!

5 comentários:

Espanta Sono disse...

É, de facto, uma pena que se deixe ao abandono a beleza do nosso país.
Um beijinho.

Majo disse...

Fizeste-me lembrar as "maravilhas arquitectónicas" (NOT!) que foram projectadas por arquitectos de renome de Lisboa e construídas aqui em Viana do Castelo que além de serem feias, não estão minimamente em harmonia com a paisagem (o rio e o centro histórico da cidade). Com tanto bom arquitecto vianense, foram buscar "forasteiros". E tais obras fazem parte do programa Polis... e Viana do Castelo foi a 1ª autarquia a implementar tal programa...

É a mentalidade que temos! Gruuunnnfff

Bjinhos ;)

im disse...

Nunca tinha pensado nisso...mas concordo plenamente com a tua primeira constatação...

Pessoalemte não gosto muito da cidade é-me fria e cinzenta!


Beijos

Donnola disse...

espanta sono: vamos acreditar q vai mudar :P

majo: os de fora trazem a novidade mas o de dentro é q sabem das coisas da terra, devia haver um mix...

im: o porto tem a sua piada mas dificil à primeira vista ou eu n fora filha e neta do porto :DDDD

mdsol disse...

Nem sei que te diga mais além de um singelo: tens razão.
:))